Brotas, Areia que canta e encanta

05/01/2019 | 0

Para quem já leu nossa matéria de Brotas, sabe que estivemos no Circuito Areia que Canta que tem o Hotel fazenda com o mesmo nome por causa da nascente que brota do chão bem no meio da fazenda. Então aqui vamos detalhar como foi nosso dia por lá.

Recepção

Chegamos na fazenda bem cedinho, pois nosso passeio estava agendado para 9 horas, isso gente tem sim que agendar principalmente se estiver indo visitar em alta temporada. A fazenda fica a aproximadamente 25 km do centro de Brotas, com acesso bem sinalizado e boa estrada. Já ficamos maravilhadas logo na entrada, pois o lugar é muito bem conservado, muita natureza, muito verde para todo lado.

O passeio começa com um breve filme, dentro do museu da fazenda, explicando o circuito e o porque da areia “cantar”. Depois a gente sai e faz um percurso rápido com transporte do hotel que nos deixa na entrada da trilha que leva até a nascente. O trajeto é todo acompanhado por monitores da fazenda que vão explicando cada ponto do caminho.

Local onde passa o breve filme

Depois de caminharmos por cerca de 300 metros por uma trilha mata adentro, chegamos em uma nascente de água cristalina e que brota do chão em meio a uma areia muito branca, feita de finíssimos grãos de quartzo, que produzem som de cuíca quando friccionados. É muito interessante e muito lindo o lugar (caso tenham curiosidade vejam o estudo do lugar no site). A gente pode fazer flutuação na nascente, sem pisar na areia e nos olhos d’água que borbulham no chão. Um sonho de lugar para quem ama a natureza assim como nós.

Nascente Areia que Canta
Nascente Areia que Canta

Depois dessa contemplação, passamos para a segunda parte do passeio rumo às corredeiras. São mais 700 metros de caminhada por uma trilha bem tranquila sem declives, o que deixa o passeio acessível para pessoas de qualquer idade. Quando a gente chega no rio, passa por uma ponte suspensa e de cima já podemos contemplar o rio onde faremos as atividades.

Ponte Suspensa
Vista do rio de cima da ponte

A primeira atividade foi mergulhar numa pequena queda d’água e deixar a correnteza levar….só fiquei olhando, não tive coragem de pular, mas quem pulou disse que é demais!!

Local onde se pula na correnteza

Depois fomos para um outro lado onde tem pequenas quedas e “bacias” que possibilitam uma “hidromassagem” natural….ahhh nessa eu fui e me deliciei….a gente fica embaixo de um vão com a água passando por cima e onde podemos ficar ali relaxando embaixo d’água e respirando…muuuuuito legal!!

Quem não quiser participar dessas aventuras, pode ficar esperando o grupo numa espécie de “prainha”, ao lado do rio e se banhar deliciosamente para se refrescar.

Depois disso tudo fizemos o caminho de volta da mesma forma que viemos, voltamos os 1000 metros e pegamos o transporte de volta ao hotel. O passeio tem duração de 2h30 a 3h. Gente, não deixem de ir com calçado fechado e que possa molhar, tipo tênis ou papete por conta da caminhada (1 km para ir e outro para voltar) e por ser obrigatório para o mergulho no Rio Tamanduá. Isso porque as pedras ficam escorregadias e com chinelo ou descalço pode escorregar.

Assim que descemos para continuar nosso passeio, pois o nosso pacote dava acesso a toda estrutura da fazenda, fomos direto para as piscinas naturais para nos refrescar um pouco.

Piscinas naturais

Depois de um breve descanso fomos almoçar. Gente, o restaurante tem um buffet maravilhoso de comida caseira da fazenda. São várias opções de saladas e pratos quentes e muitas opções de doces para sobremesa. É delicioso, vale muito a pena ficar para almoçar……comidinha caseira mesmo….acho que comi até demais…kkk

Restaurante
Buffet do Restaurante

Bom, depois do almoço “mara”, nada como uma rede para descansar um pouco antes de desbravar o restante da fazenda. Tem várias espalhadas pela fazenda. Uma delícia ficar deitada só observando as maravilhas desse lugar.

Redes espalhadas pela fazenda

Depois de descansar debaixo das sombras das árvores, fomos dar uma volta pela estrutura. Fomos andar pelo bosque e conhecer o museu.

Museu da Fazenda
Acesso ao bosque
Cadeiras para descanso no meio do bosque

No Hotel Fazenda Areia que Canta tem tanta coisa para fazer que um dia só não dá para fazer tudo! Tem pesca esportiva (pesque e solte), pomar e trilha das frutas, ponte suspensa sobre o lago, piscina natural,  parquinho infantil, museu da fazenda, mini tirolesa, tirolesa sobre o lago, passeio de caiaque e uma natureza incrível!

Nosso dia no Hotel Fazenda Areia que Canta foi demais!! Gente, amei cada pedacinho desse passeio e indico para quem for a Brotas a não deixarem de ir. Se não quiserem passar o dia na fazenda, podem ir simplesmente para fazer o circuito da areia que canta que é fascinante!!!

Se gostou deste Post ou de outros e vai viajar, faça sua reserva de hotéis ou carro através desses links (booking, easysim4u, pois você não paga nada a mais e ainda ajuda nosso blog a continuar dando muitas dicas de viagens e inspirando muito amantes de viagens!!!!

Ahh e não deixem de fazer o seguro viagem com a Mondial Travel que é muito importante!!

Beijinhos

Escrito com carinho por
vivendoavida

Nenhum Comentário


Deixe sua opinião!