Marselha, arte e história

08/01/2018 | 0

Conhecemos Marselha porque o Cruzeiro que fizemos pelo Mediterrâneo partiu do Porto de lá. Não tivemos muito tempo para conhecer os seus encantos, pois estávamos de passagem, mas podemos contar um pouquinho sobre essa cidade interessante e dar algumas dicas.

Chegamos em Marselha de avião, com desembarque no aeroporto Marseille-Provence, que tem voos para algumas das maiores cidades europeias. De lá podemos ir ao Porto de trem, para os que não querem gastar com táxi, pois é um pouco longe.

Fomos de trem para podermos conhecer um pouco a cidade. A estação de trem já é um passeio, pois além de muito grande, por fora tem uma arquitetura muito bonita. Depois do check-in, fomos dar uma volta pelo centro.

Marselha impressiona com a sua herança de imensa riqueza de arte e história. Há muitos monumentos históricos e vários edifícios notáveis. Na nossa caminhada, nos deparamos com a Igreja São Vicente de Paulo (Saint-Vincent-de-Paul), curiosamente conhecida como Igreja da Reforma (Eglise des Réformés). Esta igreja em estilo gótico foi construída no século 19 e está localizada no bairro do Capítulo, no topo da Canebiére. Ela é tão bonita que você pode ficar preso na frente admirando por alguns minutos.

A cidade portuária de Marselha, é a cidade mais antiga da França (mais de 2.600 anos de idade) e não deve muito a Paris em matéria de cosmopolitismo. Entretanto, é uma mistura de tradição e inovação através da arquitetura de seus edifícios.

A cidade tem 14 portos em uma faixa de 60 quilômetros de extensão. Nos últimos dez anos o governo francês investiu 10 milhões de euros em Marselha o que tornou o local ainda mais atraente, fazendo com que ela seja uma das cidades mais visitadas da França.

Para estar perto do Mediterrâneo e ainda sim desfrutar de bons cafés e restaurantes, a melhor dica é o Porto (“Old Port” ou Vieux Port”) que é uma das localidades mais importantes de Marselha.
No passeio que fizemos pela cidade, passamos pelo Porte d’Aix, que é um arco localizado na entrada da cidade de Marselha que lembra muito o Arco do Triunfo em paris, porém bem menor que o da capital francesa.

Arco do Triunfo de Marseille, Porte d'Aix

Arco do Triunfo de Marseille, Porte d’Aix

Bem em frente do apartamento que nos hospedamos, fica a Catedral de la Major também conhecida como Catedral de Sainte-Marie-Majeure, que é a catedral católica de Marselha que tem traços arquitetônicos neobizantinos (foi construída entre 1852 e 1893). A igreja é linda e vale a visita.

Outro lugar interessante que fica por perto, é o Museu de Civilizações da Europa e Mediterrâneo que fica na entrada do Porto Velho. Inaugurando em 2013, ano em que a cidade foi escolhida Capital Europeia, o museu foi considerado um grande projeto para o Mar Mediterrâneo. Ele fica em um espaço com cerca de 30.000 m2 na entrada do Velho Porto, 5.000 m2 são destinados às exposições. No primeiro andar ficam as exposições temporárias, enquanto que no térreo há um espaço destinado a mostrar a diversidade das civilizações mediterrâneas.

MuCEM - Museu da Civilização

MuCEM – Museu da Civilização

Já quem preferir ter uma vista panorâmica da costa poderá subir à Catedral de Notre Dame de la Garde. A basílica de Notre Dame pode ser vista de diferentes pontos de Marselha, isso se deve a sua cúpula que é o ponto mais alto da cidade. Construído no século XIX o monumento possui uma arquitetura marcada por mármore colorido. Os nativos a consideram como uma guardiã de Marselha. Do alto da Basílica, é possível ter uma visão de 360º da cidade e do mar. A Basílica é um dos pontos imperdíveis de Marselha.

Catedral de Notre Dame de la Garde

Catedral de Notre Dame de la Garde

Um outro lugar bem interessante é o Castelo d’If de Marselha, ele foi construído entre 1527 e 1529 a pedido do Rei François I. Localizado na ilha de If, o castelo foi criado para proteger a cidade de um ataque marítimo, depois se transformou em uma prisão do Estado.  Atualmente, é um ponto freqüentado por muitos turistas. Uma das opções para se chegar a ilha If é de barco. O serviço é garantido toda a semana e as passagens podem ser compradas no dia da visita, na bilheteria. A viagem dura 20 min até o Castelo e 30 min até o Arquipélago Frioul.

Em cada lado do Porto Velho há um forte. No Forte Saint Nicolas é onde fica o Museu de Civilizações da Europa e Mediterrâneo. Do outro lado, fica o Forte Sain Jean, que também vale a pena ver de perto. Ambos são antigos e marcam a história da cidade de Marselha.

Vamos falar do que quase todos gostam: compras em Marselha!!! Muitas pessoas adoram passear pelas Galerias Lafayette de Marselha, que são famosas em toda a Europa. Para quem não pretende gastar tanto, vale conhecer o Shopping Les Terrasses, um shopping lindo e com um terraço que vale a visita por ter uma das melhores vistas do pôr do sol de Marselha.

Vista do terraço do shopping

Marselha ainda oferece boas praias, com destaque para as Plages du Prado. É também terra do time de futebol mais popular da França, o Olympique de Marseille, cujo bonito estádio, de 1937, pode ser visitado.

Melhor época para visitar: Marselha é especialmente atraente nos meses de verão (junho, julho e agosto), quando os campos floridos de lavanda da região da Provence estão em seu ápice, e a cidade está agitada com atrações culturais.

Essas são apenas algumas dicas de lugares para se conhecer em Marselha, é claro que é a cidade oferece ainda muitas igrejas, palácios e museus. Uma cidade que gostaríamos de voltar para apreciar mais os encantos que ela oferece.

Escrito com carinho por
vivendoavida

Nenhum Comentário


Deixe sua opinião!