Roma, a cidade eterna

11/01/2018 | 2

Ahhh Roma…..uma das cidades mais ricas em história, um incomparável depósito de monumentos de todas as épocas. Além de ser um museu a céu aberto Roma é maravilhosa em todos os sentidos: gastronomia, passeios ao ar livre, histórias, compras e muito mais.

Bom, como de praxe, ficamos hospedados a uns 500 metros da Stazioni Termini, numa travessa da Via Nazionale para que pudéssemos ter flexibilidade na locomoção. Reservamos através do site booking.com, o qual nos ajuda com as opiniões dos clientes e acertamos na escolha. Na verdade nós sempre damos preferência para ficarmos próximos de alguma estação de metrô ou trem, pois isso facilita muito a logística. Estávamos a alguns metros da Piazza della Repubblica, onde bem no meio dela fica a estação de metrô repubblica, linha A, dá para ir caminhando, é bem perto.

Via Nazionalle

Piazza della Repubblica

Como chegamos no hotel à noite e estávamos muito ansiosos para desbravar as ruas de Roma, saímos andando sem rumo e nos deparamos com a belíssima Fontana di Trevi que é a maior (cerca de 26 metros de altura e 20 metros de largura) e mais ambiciosa construção de fontes barrocas da Itália. Dizem que o turista que jogar uma moeda de costas para a fontana, voltará em Roma, fomos lá jogar a nossa, é claro. O difícil é conseguir uma boa foto lá, pois mesmo à noite, fica lotada de turistas.

Fontana Di Trevi

Passamos também pela Piazza Venezia, onde nos deparamos com esse incrível Monumento a Vittorio Emanuele II, também chamado de Vittoriano, um prédio todo branco que chama atenção no meio de vários edifícios marrons. Todo feito em mármore branco, com uma escada imensa e uma enorme estátua de Vittorio Emanuele. Toda essa estrutura tem 135m de largura e 70m de altura. Tem também um elevador panorâmico que te leva até a parte superior do monumento, onde você encontra um terraço com uma vista incrível.

No museu, de visitação gratuita, você poderá ver relíquias de guerra, como vestimentas e armas usadas para defender Roma das diversas invasões que teve ao longo da história.

Monumento a Vittorio Emanuele II

No dia seguinte fomos para o Vaticano. Fizemos um tour guiado em português, adquirido através do site viator.com, para os Museus do Vaticano, Basílica de São Pedro e Capela Sistina, o que valeu muito a pena, pois sem esse conhecimento ficaríamos andando sem entender muita coisa. É um passeio sensacional mas muito cansativo, então vá com roupas leves (ombros e joelhos sempre cobertos para entrar em qualquer igreja) e sapatos confortáveis.

A Basílica de São Pedro encontra-se no Vaticano que é a menor Cidade – Estado do mundo, com aproximadamente 1.000 habitantes. Ela foi construída entre os anos de 1506 e 1626, sobre o local onde teria sido sepultado São Pedro, um dos 12 apóstolos e também o primeiro Papa da Igreja Católica. A sua construção contou com a participação de grandes mestres como Michelangelo e Bernini.

Basílica de São Pedro – vista da Praça

Basílica de São Pedro – vista de dentro

Ela é fantástica e belíssima!! Tem muitas esculturas e obras de arte de tirar o fôlego, mas a que mais nos impressionou fica à direita, logo que você entra na Basílica: a Pietà de Michelangelo, a sua principal e mais famosa obra. Parece real!! Representa Jesus morto nos braços de Maria. Independente da sua religião ou crença é impossível não se emocionar.

Pietà de Michelangelo

Pietà de Michelangelo – detalhe dos rostos

Os Museus do Vaticano (vocês sabem por que museus no plural? é porque são vários museus dentro um mesmo espaço, além da Capela Sistina, é claro) é um dos programas imperdíveis para quem vai a Roma. São esculturas fantásticas, arte espalhadas por toda parte. Reserve algumas horas do seu dia, pois é muita arte e história e vale a pena você aproveitar cada detalhe.

Museus do Vaticano

Bom, chegamos na tão esperada Capela Sistina e é claro que a primeira coisa que fazemos é olhar para o teto para ver os Afrescos pintados por Michelangelo e ver a tão esperada imagem: a criação de Adão com a mão estendida e o dedo indicador de Deus quase o tocando. Esta imagem é mágica!!! Realmente nem precisa de fotografia, vai ficar na sua memória! Mas esse é só um detalhe, pois é tudo deslumbrante!!!!

Uma observação: sugerimos que você não insista em querer fotografar o interior da Capela Sistina porque além de ser totalmente proibido, há vários guardas rondando a Capela e fiscalizando os turistas para que não tirem as fotos. Ahh e fiquem em silêncio pois é um lugar sagrado.

Vista de Cúpula da Capela Sistina e jardim dos Museus do Vaticano

Saindo da Basílica, não deixe de andar pela Praça São Pedro para tirar umas belas fotos de toda aquela magnitude.

Praça São Pedro

Fizemos esse roteiro em meio dia, mas não aconselhamos, pois tem muita coisa linda para conhecer e não vimos nem a metade. Se querem mais algumas informações sobre esse lugar maravilhoso, vejam também a matéria da Tharsila, do blog mapeandomundo.com

Outro ponto turístico muito importante em Roma e que para nós era imperdível é o Coliseu de Roma. Conhecer o anfiteatro onde, no passado, ocorriam lutas entre gladiadores, é como voltar no tempo. O Coliseu, que é uma das Sete Maravilhas do mundo, com certeza é uma atração que você jamais poderá deixar de visitar quando estiver na cidade. Reserve um dia inteiro para desbravar o local, pois é muito grande e tem muita coisa interessante para visitar. Tudo pode ser fotografado e filmado, então prepare a câmera para fazer as fotos em um dos lugares mais fantásticos do mundo no que diz respeito a história. Outra sugestão é que você se prepare bem antes de ir ao Coliseu, leia sobre o assunto, sobre a história que cerca o lugar, pois faz parte de um momento muito interessante da história do povo Romano.

Coliseu de Roma

Coliseu de Roma – visto de fora

Logo que saímos do Coliseu, logo ao seu lado, está o Arco de Constantino, aquele que deu origem ao nome da cidade de Constantinopla, capital do Império Romano do Oriente.

Arco de Constantino

Nesse mesmo dia que for ao Coliseu, vá também no Fórum Romano e no Paladino. Só para entender um pouquinho desses dois lugares:

Roma é formada por sete colinas e foi em uma delas que a cidade começou: a colina do Palatino. O lugar era agradável para se morar e foi aqui que os imperadores construíram suas casas.

Já o Fórum Romano, era onde a cidade de Roma de fato existia. Conhecido também como o “berço do Direito”, é um lugar incrível. Tão lindo e interessante quanto o próprio Coliseu. “Foro” era o termo do qual os romanos chamavam, na verdade, a praça central de um assentamento urbano, onde se concentravam as funções administrativas, jurídicas, comerciais e religiosas. Com o tempo Roma foi crescendo e o espaço do Fórum se tornou pequeno, ocorrendo a expansão da população para o restante da cidade.

Alguns dos pontos interessantes que você irá encontrar caminhando pelo Fórum Romano:

A Basílica de Maxêncio e Constantino que foi construída inicialmente pelo Imperador Maxêncio, e após sua morte na batalha da Ponte Mílvia, finalizada por Constantino, em 313 d.C. Foi uma das últimas basílicas civis a ser construída no Fórum, e era destinada a atividades comerciais e administrativas.

Fórum Romano – Basílica de Constantino

Seguindo encontramos o Templo de Romolo, de forma circular e portas de bronze (originais!). Hoje este templo abriga a Igreja de São Cosme e Damião (a entrada é pelo lado oposto, fora do Fórum).

Fórum Romano – Templo de Romolo

Passamos também pelo Templo de Vênus que foi o maior templo pagão da Roma Antiga. Era lá que ficava o Colosso de Nero, a enorme estátua que acabou por dar ao Anfiteatro Flávio o nome pela qual é conhecido hoje: Coliseu.

Fórum Romano – Templo de Vênus

Visitar o Fórum Romano é uma experiência fenomenal!! Poucos lugares do mundo referentes à antiguidade estão localizados assim, no meio da cidade moderna, com pedras milenares que ainda hoje cumprem sua função de sustentar a arquitetura e testemunham a grandeza do império, bem pertinho dos prédios modernos e do dos ônibus e carros.

Já no Palatino existem menos ruínas do que no Fórum Romano, mas uma das suas principais características é que do alto da colina existem seis mirantes dos quais é possível ver a cidade do alto. Eles estão localizados a Norte, Sul, Leste e Oeste, portanto, além de vários outros pontos, conseguimos para ver o Rio Tibre e também a Cúpula da Capela Sistina, no Vaticano. Simplesmente imperdível.

Palatino – vista do Rio Tibre e Capela Sistina

Depois subimos até chegar ao Stadium que era um espaço construído para ser o “Jardim dos Imperadores”: ali ocorriam jogos e corridas de cavalo. Inclusive em um dos lados dá para observar o local que funcionava como varanda ou camarote dos imperadores.

Palatino – Stadium

Essas são só algumas das ruínas históricas que vocês encontrarão por lá. Tem muito mais para conhecer, por isso para que tenham uma visita mais produtiva, vale contratar um guia especializado ou fazer o tour com um livro ou mapa ilustrado. Do contrário, a experiência pode ser um tanto frustrante. Com imagens e informações sobre cada ruína, elas deixarão de ser um monte de pedras empilhadas, e se tornarão fundamentais para seu conhecimento e cultura sobre a história da Roma antiga.

Nossa visita à Roma foi curta, então não temos muita coisa para compartilhar, mas em breve voltaremos e teremos muito mais para dividir com vocês.

No dia seguinte fizemos uma excursão que nos levou a uma subida emocionante ao Vulcão Vesúvio e à cidade arqueológica de Pompéia. Compramos esse passeio através do site viator.com. Realmente o passeio guiado e com as devidas explicações sobre a história é muito enriquecedor, vale muito a pena com certeza!

O ponto de partida foi na Piazza del Popolo (Praça do Povo) que é uma das mais famosas praças de Roma, onde tudo acontece.

Foi um passeio incrível! não dá para descrever o que sentimos num lugar desses, é simplesmente fantástico! Não deixem de conferir um pouco mais sobre essa aventura na nossa matéria sobre o lugar, clicando aqui.

Piazza del Popolo

Por mais que estudemos a história, não conseguimos vivenciar a emoção de conhecer os nossos antepassados e seu cotidiano. É como se fosse uma grande viagem da alma humana através do tempo. Eis o motivo de a Roma ter sido rebatizada de “Cidade Eterna”, pois é impossível ficar indiferente à história desse povo depois que se conhece Roma de perto.

Enfim, Roma é um lugar repleto de história em cada canto da cidade. Tudo é fantástico! Vale a pena tirar um dia só para andar sem rumo e se perder na história, é demais.

Se gostou deste Post ou de outros e vai viajar, faça sua reserva de hotéis ou carro através desses links (booking, rentalcars), ou você pode ainda adquirir um chip com internet ilimitada na easysim4u, pois você não paga nada a mais e ainda ajuda nosso blog a continuar dando muitas dicas de viagens e inspirando muito amantes de viagens!!!!

Beijinhos

Booking.com

Escrito com carinho por
vivendoavida

2 Comentários


Deixe sua opinião!