Whistler, paraíso dos esquiadores

25/02/2018 | 0

Esta aqui um dos lugares mais longínquos que já estivemos, para um brasileiro não é rápido chegar na considerada “melhor e mais bem estruturada pista de esqui da América do Norte”, mas garanto que é compensador.

O voo da Air Canadá, excelente por sinal, vai direto para Toronto, já se vão mais de 10 horas de viagem, depois um voo para Vancouver, mais 5 horas para atravessar todo o continente americano de leste a oeste. Uma vez em Vancouver mais duas horas de ônibus e pronto.

Até pensamos em alugar um carro mas ficamos receosos devido as estradas com neve e os pneus do carro que talvez teriam que ser adaptados… Mas para a nossa surpresa todos os pavimentos são limpos diariamente justamente para evitar acumulo de neve e possível acidente nas pistas.

Estrada Vancouver – Whistler

Enfim o ônibus foi bem tranquilo, ele parte de alguns hotéis centrais em Vancouver e os tickets nós compramos por este site canadense.

A estrada é de cinema né gente, ainda mais para nós moradores de um país tropical.  A cada km rodado a paisagem vai se modificando e ficando cada vez mais branquinha. São 125 km lindamente percorridos… É um sonho!

Paisagem ficando cada vez mais branquinha

Chegando se percebe que é um vilarejo bem pequeno com diversos hotéis em ruas adjacentes. Ela foi construída ao redor de uma passarela para pedestres. Tudo, desde teleféricos até lojas, hotéis e acomodações, restaurantes, entretenimento e atividades pode ser encontrado a alguns passos desta atraente rua. Há comodidades esperadas de um resort de nível internacional, mas ainda é pequena o bastante para que os visitantes apreciem a cultura das montanhas e o ambiente amigável.

Ficamos hospedados no Delta Hotels by Marriott Whistler Vilage Suites, é bem no centrinho e o custo benefício é bom frente aos preços caríssimos deste local. Adoramos o hotel e super recomendo. Nós sempre reservamos através do booking, que é um excelente site de buscas.

Uma observação engraçada… era tão frio mas tão frio que a cerveja ficava gelada mais rápido na varanda do que no refrigerador! hahaha

Nosso hotel

Fazíamos tudo a pé, até o aluguel de equipamentos para esqui o hotel fornecia.

Vista da janela do nosso quarto

Ficamos 4 dias por lá, tempo suficiente para tentar esquiar… só tentar que foi o nosso caso né… hahaha, passear, comprar, comer, patinar ah e andar de snowmobile em meio a trilhas na montanha.

Sinceramente achamos que esquiar seria mais fácil… a nossa experiência foi meio frustrante principalmente porque não fizemos aulas devido aos exorbitantes preços da alta temporada. É, estivemos em Whistler entre Natal e Ano Novo, altíssima temporada, e a aula familiar chegava a custar US$ 600 a hora! Mas super recomendamos agendamento de aulas na primeira vez que você for esquiar.

Vista da vila

Muitos esquiadores

Ou seja tentamos na raça mesmo, foi um fracasso… hahaha. Fomos a uma pista chamada Magic Chair, a mais simples de todas, meu marido e meu enteado até desenvolveram algo mas confesso que fiquei com bastante medo de me machucar e um dia foi o suficiente para desistir.

Paraíso para quem ama neve

Nos outros dias patinamos no gelo no centrinho mesmo e é de graça desde que você tenha seus próprios patins. Fomos ao tube park, uma atração que descíamos a montanha dentro de boias gigantes.

Também fizemos o passeio de snowmobile, comprado lá mesmo pelas diversas agencias de turismo local. Foi um passeio lindo em meio a uma tempestade de neve. Um grupo de pessoas, guiados por um profissional, seguem por uma trilha na mata coberta de neve apreciando a flora e a natureza. Gente nesse passeio meu queixo literalmente congelou! Mas valeu cada segundo! Foi inesquecível!

Paisagens encantadoras

Fizemos também a travessia de 4,4 km entre o topo das montanhas de Whistler e Blackcomb através de uma gôndola, dessa extensão total, o trajeto fica livre de colunas ao longo de 3,02 km, feito que levou o local a entrar para o Guinness World Record como sendo a mais longa travessia suspensa.

Embarque para peak 2 peak gondola

Travessia Whistler – Blackcomb

Olha a altura da gondola!

A vista é realmente extasiante, confesso que ficamos com um certo medo da altura mas foi uma experiência indescritível. Tal gôndola é frequentada basicamente por esquiadores que alternam as pistas de esqui entre uma montanha e outra.

Lift já de volta a vila

Centrinho agitado

rua principal da vila com as montanhas ao fundo

E, por fim não poderia deixar de falar da charmosa vila… se perca entre as lojinhas, restaurantes, pubs e bares. A atmosfera jovem e frenética está por todos os lados. Whistler Blackcomb é realmente um lugar que merece o título que tem.

Vila a noite… e com decoração natalina

Bom gente é isso, se quiserem saber sobre a nossa experiência em Vancouver, clique aqui! E sobre os Parques de Banff, clique aqui!

Beijinhos

 



Booking.com

Escrito com carinho por
vivendoavida

Nenhum Comentário


Deixe sua opinião!